Dica de adestramento para cachorro agressivo

18 Comentários »
Muitas pessoas tem problemas com cães que são demasiadamente agressivos, por exemplo: Se quando seu cão está no sofá ninguém pode mais sentar até ele sair, costuma rosnar quando alguém chega perto ou costuma mostrar os dentes para qualquer pessoa da casa.
De inicio você tem que entender que os cães são animais que originalmente vivem em matilha, grupo de cães que tem uma organização social bem definida, ou seja, sempre há um líder e sempre há os que são liderados.

De onde vem a agressividade do cachorro
Para a maioria das espécies, a agressividade é fundamental. Fazem, por meio dela, a defesa do território, de seus parceiros sexuais, dos filhotes, da comida e até da posição hierárquica. Na grande maioria dos bichos, o comportamento agressivo é inato, pelo menos em parte, e pode aflorar somente em algumas situações ou fases da vida. É o caso dos cães machos que, na puberdade, começam a brigar com outros cães machos. E dos filhotes que se tornam agressivos ao disputarem uma teta da mãe ou ao tentarem garantir que o sono não seja perturbado pelos irmãozinhos. ( Cão Cidadão-http://www.caocidadao.com.br/artigos_caes.php?id=128 )

Em artigos anteriores, que você pode ler clicando aqui, escrevemos sobre se você era capaz de entender seu cachorro. Mostramos como os cães foram domesticados ao longo dos milhares de anos contando a história antiga entre cães e humanos, tudo isso para desfazer a idéia que fica na cabeça de todos as pessoas que tem cães, de que eles por serem membros da família tem a obrigação de ver o mundo pelo os olhos dos seres humanos. Claro que podemos lapidar alguns comportamentos visto que os cães vivem em nossa companhia.
Mas se você está enfrentando probleminhas com seu cachorro, do tipo citados acima, há algumas formas de você melhorar isso.

1 Comece construindo limites, escolha um lugar da casa que ele não poderá entrar, não é para ser agressivo com o seu cachorro, mais deixe claro que aquele espaço é seu.
2 Não dê comida para o seu cão do seu próprio prato, tem gente que deixa o cão pular e pedir de todas as formas um pouco da sua comida no café, almoço e jantar. Veja aqui esse artigo de como fazer para isso não acontecer.
3 Não deixe seu cão dormir em sua cama, é o mesmo princípio do tópico 1, a partir daí você está tomando a liderança do grupo ( na visão do seu cão )
4 Considere ler um pouco sobre cães em livros sobre Adestramento e Comportamento, veja um boa sugestão clicando aqui.
5 Considere socializar seu cão com outro cão de um amigo ( que não seja agressivo ), marque para sair juntos e depois deixe os dois soltos no espaço reservados para o seu cão.
6 Se não houver melhora, procure um adestrador de sua região para lhe aconselhar, é sempre bom Ter um dica de um profissional 🙂
Veja esse vídeo que fala um pouco sobre diversos motivos de mau comportamento dos Cães.

—-

18 Comentários »

18 comentários

  1. Anonymous disse:

    Tenho um filhote de tres meses, Boston Terrier, e ele todas as vezes que ve outra pessoa que não faz parte da familia se aproximar ele já começa a latir e rosnar e alguma vezes chega mesmo a investir contra a pessoa, mesmo crianças. O que posso fazer?

  2. Consbio - Consultoria disse:

    Na minha opinião, seria bom trabalhar com um adestrador para reduzir a agressividade do seu cão. Como isso começou? Ele foi socializado com outros cães desde pequeno? Em que circunstâncias ele agride? Ele morde mesmo quando está fora de casa? Tente socializar ele com as pessoas, diminuir agressividade no momento q ele apresentar o comportamento agressivo, ele pode está se sentindo ameaçado. Espero ter ajudado, 🙂

  3. marinalindagatinhatudodebom!!!! disse:

    oi eu tenho um cachorro filhote ele é agressivo nao muito,ele só é agressivo quando eu chego perto dele para fazer algum carinho ele fica rosnando e querendo me morder o que devo fazer para ele deixar de ser agressivo??

  4. Consbio - Consultoria disse:

    Parece que seu cão se sente ameaçado com sua presença, então tente mostrar para ele que você é legal: Leve um petisco quando for se aproximar dele, não fale alto, nem se movimente bruscamente…faça disso uma rotina constante, o segredo é repetir até ele entender que não precisa ser agressivo! Se não resolver, procure um adestrador. 🙂

  5. malokices disse:

    Olá,adotei um vira-lata aos 2 meses. Agora ele está com 1 ano, em casa ele é muito dócil e não morde ninguém, mas basta sair pra rua ou chegar alguém em casa que ele fica bravo e avança nas pessoas. Castrei ele pra ver se melhorava o comportamento mas não adiantou. O que devo fazer ?

  6. Consbio - Consultoria disse:

    Olá malokices
    Dê uma olhada nesse texto, acreditamos que pode ajudar.
    http://www.cadecachorro.com/2009/11/meu-cachorro-nao-quer-aproximacao-de.html

  7. Anonymous disse:

    meu cachorro é muito imperativo, mas a culpada mesmo é minha mãe que tem muita pena dele, deixa ele dormir no quarto, ele come na hora que ele quiser, e depois que ele é agressivo ela reclama. =p

    mas ainda tem jeito? ele vai fazer 4 anos em maio.

  8. Consbio - Consultoria disse:

    Sim todo cão tem jeito..:-) e mesmo os que já tem idade, considere ter uma conversa com sua mãe! e ajude ela a entender, mostre esse vídeo para ela.Grande abraço

  9. arina_ribeiro disse:

    Olá,
    Tenho um shih-tzu macho de 2 anos e ganhei um outro macho de shih-tzu de 2 meses. No início o adulto desprezava o menor. Com o tempo ele começou a agir com o pequeno como se fosse mãe, ou até mesmo parceiro.
    Há alguns dias ele começou a ficar extremamente agressivo assim que chegamos perto do filhote. Sempre reprimo esta atitude dele, mas hoje ele mordeu a mão do meu filho.
    Lendo a reportagem de vocês entendi que ele deve ter se sentido ameaçado quando meu filho foi fazer carinho no filhote, mas tudo tem limite.
    Comigo o adulto não age assim, mas age assim com meu filho.
    Amanhã mesmo já tomarei as providências para que ele seja castrado, mas eu gostaria de saber como devo proceder para que ele também respeite meu filho e para que a situação não piore ainda mais, porque este ciúme pelo filhote está aumentando a cada dia.
    Grata,
    Arina.

  10. Flávia disse:

    Tenho um filhote que é mestiço de lhasa apso com vira-lata, ele tem dois meses, e ultimamente anda um pouco agressivo. Ele morde quando está brincando, sei que não é por querer, mas machuca, e acabo me irritando, e dando um tapinha para ele parar, mas isso não resolve, ele continua mordendo, achando que é brincadeira. E se ele está solto, e pegamos ele no colo, ele rosna e tenta morder. O que devo fazer ?

  11. Anonymous disse:

    tenho um chaw chaw de 3 meses que é muito nervoso. As vezes ele enche a gente de lambidas e outras quer morder com raiva. Tenho um filho de sete anos e ja avançou nele 2 vezes. O que eu devo fazer. Já procurei um adestrador e ele me dissi que so se adrestra cães apartir de seis meses. O fazer até lá, pra que ele fique mais docil. Obrigada.

  12. Renata de Almeida Botelho disse:

    Preciso muito de uma orientação, tenho um filhote de Rottweiler com 8 meses e desde que chegou é muito paparicado, dorme na cama e está sempre recebendo carinho …. só que começou a ter comportamentos agressivos, não podemos chegar perto da comida, tentar tirar algum objeto da boca dele é impossível e agora na ora do banho não deixa de jeito nenhum passar o são na barriga ou patas (levei uma mordida no braço por causa disso).Ele nasceu com displasia coxo-femural e não consigo bater nele, pois acho que vou machucar mais do que pretendo. Eu amo demais meu cachorro e não sei o que faço. Por favor me ajude!!!!

    • maxwel disse:

      Olá Renata
      Bater no cão não é a solução, você irá provocar mais reações agressivas e o cachorro entenderá que deve ficar desconfiado da sua presença. Tente fazer de tudo um momento feliz, quando for alimentar ele, brinque, depois deixe-o comer e não precisa mais se aproximar (na cabeça dele quando você se aproxima dele comendo é porque quer disputar a comida) o mesmo princípio serve para banho, tente usar petisco, não ser brusco, fazer de tudo um momento feliz e não tente forçar pegar na pata ou regiões que seu cachorro não gosta..as coisas tem que ser de forma gradual. Você também pode tentar por uma focinheira fazer um passeio, brincar um pouco e então partir para o banho com a focinheira (isso evitaria mordidas). Tudo isso vai exigir paciência, os resultados não aparecerão rápido e talvez você precise da ajuda de um adestrador.

  13. Pamella disse:

    Ola, meu nome é Pamella e tenho um serio problema com meu cao. Ele ja tem 2 anos mas desde pequeno é agressivo. Foi encontrado em um buraco onde cresceu ate seus 3 meses e depois levado pra minha casa. Desde pequeno ele nao gosta de toma banho, tem pavor,,,, odeia agua e fica mordendo e avancado nela quando o enxaguo,,, nao deixa pega-lo, nao deixa tira carrapato e qnd faço carinho na sua kbça e ele fica sismado, rosna mostra os dentes e avança. Nao deixa pega na sua orleha nem nas patas. Nao deixa por colera nem passear com eles. Quando puis a coleira ele travou e nao saia do lugar, Puxava e falava vamo passear e simplesmente nao sai… pulava e quase quebrava o pescoço. Nao sei mais oq faço ele parece ser indomavel. nao aceita coisas de animais de estimacao. E odeia q tira carrapatos oedeia,,,, morde avança mostra os dentes, tudo q tem q fazer com ele q nao xega broncar e da comida ele nao aceita. E o banho… tem quase 3 anos e soh tomeu 3 vezes.. e tem que se no banheiro fexado de duas pessoas e com xuveirim e ele gritaaa xora rosna e morde a agua e nao deixa molhar a cara,,, Me ajuda pelo amor de Deus,,, nao sei mais oq fazer. Obrigada desde ja.

    • maxwel disse:

      Olá Pamella
      Seu cão provavelmente é um cachorro que sofre com traumas e agressividade é uma forma de defesa. É difícil tentar te ajudar apenas te dando uma dica, que vai exigir de você força de vontade e paciência, devemos considerar também a possibilidade de não dar certo! Então o melhor é procurar um adestrador em sua localidade, desta forma ele poderá acompanhar de perto e te dar o apoio que sentimos que você precisa neste momento.

      • Pamella disse:

        Ok…. muito obrigada.. vou tentar apesar de minha cidade por ser pequena nao possui um adestrador… nem se quer um bom veterinario. Ja perdi 2 cachorros por falta de atendimento. Veterianrios de plantao que nao se disposeram em me atender de madrugada e que nao solbeream diaguinosticar. Uma doenca que matou meu cahorro em 24 hrs. Mas vou ver oque posso fazer. Fica dificiul quando pessoas se formam e dizerm ser profissionais mais nao fazem questao e nao dao valor no seu trabalho. É triste saber que os animais estao sozinhos e que nao posso fazer nada para ajuda-los.

  14. Viviane disse:

    Boa noite, tenho 2 cachorras teckel que conviveram juntas por 7 anos e agora não podem se ver que se atracam, estão se machucando ja chamei um adestrador, mas as ducas não ajudaram, pode me ajudar

    • maxwel disse:

      Se todas as tentativas falharam é melhor encontrar um meio deles ficarem separados mesmo.

Faça um comentário